CLIPPING

Cursos de pós na modalidade EAD atraem profissionais de diversas áreas29/11/2023
Veículo: Folha de São Paulo (Especial Educação)

Jornalista: Redação Estúdio Folha

Colaboração ABED: João Mattar - Presidente

Publicado originalmente em:
https://estudio.folha.uol.com.br/especial-educacao/2023/11/cursos-de-pos-na-modalidade-ead-atraem-profissionais-de-diversas-areas.shtml

Versão em PDF: 
https://abed.org.br/arquivos/Cursos_pos_EAD_atraem_profissionais_Especial_Educacao_Folha.pdf

Data da veiculação: 29/11/2023

Cursos de pós na modalidade EAD atraem profissionais de diversas áreas

Em 2022, 70% dos alunos que entraram em uma graduação do ensino privado escolheram cursos em EAD. A modalidade está crescendo também na pós-graduação. Os motivos são vários, entre eles mensalidades mais baratas e flexibilidade de horário. Cursos de pós com foco em gestão, negócios e inteligência artificial estão atraindo profissionais que querem ampliar o conhecimento. Para aqueles que querem concluir a escolarização básica, há um programa em EAD que oferece essa possibilidade em tempo reduzido. 

Mais de 70% dos alunos que entraram no ensino superior optaram pelo ensino a distância. De 2012 a 2022, o número de cursos de EAD no país aumentou 700%.

Os dados acima são do Censo da Educação Superior referente a 2022,que foi divulgado pelo Ministério da Educação (MEC) em outubro. A modalidade EAD tornou-se bastante atrativa para os estudantes brasileiros. E são vários os fatores para essa nova realidade.

"Teve um impulso ocasionado pela pandemia. Não era a EAD pura, foi algo emergencial, não tivemos a formação adequada de professores,preparação de conteúdos. Mas foi uma mudança que agradou a muita gente que teve contato com a modalidade", afirma João Mattar, presidente da ABED (Associação Brasileira de Educação a Distância).

"Outro motivo é financeiro. As mensalidades normalmente são mais baratas (do que as do modelo presencial). O valor depende da instituição, mas pode chegar a 50% do valor do curso presencial. Éuma diferença brutal", diz.

Mattar prossegue: "Tivemos também um grande aumento dos polos de EAD. São os locais em que os alunos realizam eventuais atividades presenciais. Isso possibilitou que muita gente que morava em locais distantes, que não tinham instituições de ensino superior, pudesse cursar em sua própria cidade. Houve uma interiorização da possibilidade de estudo".

Outro fator é a flexibilidade. Alunos que trabalham, que gastam muito tempo indo e voltando para casa, preferem a EAD porque podem acessar os conteúdos no horário que desejarem.

A expansão da EAD, para Mattar, é um indicador da democratização do ensino superior no Brasil.

(continua...)

Acesse na íntegra em: 
https://abed.org.br/arquivos/Cursos_pos_EAD_atraem_profissionais_Especial_Educacao_Folha.pdf
 
Compartilhar:
Copyright - Associação Brasileira de Educação a Distância - ABED