NOTÍCIAS

SP cria o primeiro curso público tecnológico a distância no Estado 29/07/2009O governo de SP vai anunciar nesta semana a criação do primeiro curso público tecnológico (curta duração) a distância no Estado. As aulas devem começar em janeiro próximo.

O curso, de nível superior, formará estudantes para trabalhar na área de gestão de empresas (tecnologia em processos gerenciais) e terá duração de três anos, com 30% da carga presencial. Haverá vestibular.

A área foi escolhida por não precisar de laboratórios para as aulas. Além disso, o governo vê carência de profissionais no setor. Um dos dados citados é uma pesquisa do Sebrae (Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas), que mostra que 40% dos pequenos empresários não se graduaram.

"Com a educação a distância, conseguimos formar mais alunos com menos recursos", afirmou a diretora do Centro Paula Souza (órgão do governo responsável pelos cursos tecnológicos), Laura Laganá. "Além disso, o aluno tem flexibilidade para estudar quando puder."

Não está definido quantas vagas serão oferecidas. Haverá seis polos presenciais no Estado, em unidades das Fatecs (faculdades de tecnologia). Ainda é preciso aval do MEC.

O curso será dado em parceria com a Univesp, que centraliza as ações de educação a distância no governo José Serra (PSDB). A Univesp foi criticada durante a greve na USP, no mês passado. Parte dos universitários afirma que a educação a distância não tem qualidade.

"A educação a distância é uma realidade", afirma Joaquim Villaça Campos, professor da PUC-SP e membro do Conselho Estadual de Educação. "Mas precisa haver cuidados na avaliação dos cursos e dos alunos."
Fonte: Folha de S. Paulo
Compartilhar:
Copyright - Associação Brasileira de Educação a Distância - ABED