NOTÍCIAS

"Melhoria da educação no Barsil passa pelo ensino à distância", diz especialista 27/03/2009Estudar no Brasil ainda é um privilégio para poucos. Dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad), divulgada em 2008 pelo Ministério da Educação, apontou que 1,8 milhões de jovens entre 15 e 17 anos estão fora da escola. Embora seja claro que a educação no País tenha melhorado nos últimos anos, ela ainda está longe da situação ideal.

A fim de melhorar esse quadro, inúmeras formas de incentivo à educação e novas maneiras de aprendizado têm surgido. Uma delas que tem crescido significativamente no Brasil é o e-learning. Entre 2004 e 2007, de acordo com o último levantamento realizado pelo Anuário Brasileiro Estatístico de Educação Aberta e a Distância (ABRAEAD) , a educação à distância registrou um aumento de 213%. Mais de 2,5 milhões de usuários se utilizaram dessa modalidade em 2007, em cursos formais de educação básica, especialização e graduação, formação continuada das empresas e de formação técnica.

O estudo aponta ainda que quase um milhão deles freqüentou o Ensino Formal, que inclui os cursos de graduação, pós-graduação, técnicos e educação de jovens e adultos. Na graduação são 430 mil alunos, o que representa 45% do montante total. Já os cursos de especialização e extensão atingem 390 mil estudantes. Na graduação e na pós-graduação são 356% de crescimento em quatro anos.

A iniciativa privada também tem grande responsabilidade por esse crescimento. Isso porque as empresas aumentaram os investimentos em enducação à distância (EaD). Em 2006 investiam 5%, no ano seguinte passaram para 26%. Em 2008, o índice chegou a pouco mais de 50%.

Dentro dos modelos de EaD, o e-learning vem em primeiro lugar, principalmente no meio corporativo que, entre suas ações de EaD, 97,1% é pela Internet, ainda segundo dados do ABRAEAD. Para pessoas físicas, o barateamento de computadores e o crescimento do número de internautas serão o passaporte para que mais alunos participem dessa modalidade educacional e especializem-se nas mais diferentes áreas do conhecimento.

Todo esse panorama mostra que o EaD tem sido uma opção inteligente de empresários e profissionais que entendem a necessidade da formação permanente sem precisar se ausentar do trabalho. Aquela desculpa de não ter 'tempo' para fazer determinado curso não tem mais validade.

Trata-se de uma excelente forma de se fazer educação de qualidade. Mas, para isso, é necessário entender que e-learning não é somente ter um ambiente online com um amontoado de informações disponíveis ao aluno. É um modelo que exige adequação pedagógica do conteúdo, metodologia própria e uma equipe educacional especializada para a mediação entre o conhecimento e os estudantes.

Fonte: Região Noroeste
Compartilhar:
Copyright - Associação Brasileira de Educação a Distância - ABED