NOTÍCIAS

Curso de pedagogia à distância vai capacitar educadores no Japão13/03/2009

O governo brasileiro dará início este ano ao programa de formação de professores no Japão. Nas próximas semanas, serão abertas as inscrições para o vestibular do curso à distância de pedagogia com ênfase em educação infantil, a ser ministrado pela Universidade Federal do Mato Grosso (UFMT) e a Universidade Tokai, de Kanagawa. Serão oferecidas 300 vagas.

Inicialmente, o curso deveria ser destinado somente aos professores que atuam em escolas brasileiras no Japão. Mas com a crise mundial, que também contribuiu para o alto índice de evasão escolar na comunidade, foram feitas mudanças de público. "Ampliamos as vagas para todos os profissionais em exercício envolvidos na educação de brasileiros", disse a diretora do Instituto de Educação da UFMT, Kátia Morosov Alonso durante o lançamento oficial do Programa de Capacitação de Professores no Japão, realizado na embaixada do Brasil. A universidade foi chamada pelo Ministério da Educação do Brasil para desenvolver o projeto por sua experiência em aulas não-presenciais, através do Núcleo de Educação Aberta à Distância (Nead).

O curso a ser ministrado no Japão terá duração de quatro anos (julho de 2009 a dezembro de 2013) e será totalmente gratuito. Metade do custo do projeto, orçado em US$ 4 milhões, será coberto pelo Banco do Brasil. O Ministério da Educação do Brasil também contribuiu financeiramente com o projeto, que tem ainda parceiros japoneses como a Mitsui Bussan.

Durante o curso os alunos poderão usar a infraestrutura disponível em ambas as instituições. Ele terá um ambiente virtual, material impresso, biblioteca e todo apoio institucional para que possa estudar. Seis vezes por ano, os alunos vão precisar se deslocar para as aulas presenciais que ocorrerão na unidade Shonan da Universidade Tokai, em Hiratsuka (Kanagawa). Serão criados ainda seis pólos no Japão, que vão funcionar como uma extensão da universidade.

"O processo seletivo não será um vestibular normal como conhecemos no Brasil, pois ele é direcionado a um público específico", explicou Kátia. A prova terá redação e questões objetivas, que serão respondidas eletronicamente. O vestibular, previsto para maio, será na Universidade Tokai e terá presença de uma equipe da UFMT.

O edital com informações sobre o vestibular deverá ser publicado até o final deste mês. Mas a UFMT já está realizando um cadastro dos candidatos interessados através de um questionário na internet. Mas atenção: o cadastro vai até o próximo dia 25 de março. Para acessar a página do Núcleo de Educação Aberta à Distância da UFMT, basta clicar no endereço: www.nead.ufmt.br


Fonte: Fátima Kamata/ipcdigital.com
Compartilhar:
Copyright - Associação Brasileira de Educação a Distância - ABED